Estou com gripe ou com resfriado?

É muito comum a confusão entre gripe e resfriado. Mesmo outras doenças das vias respiratórias altas, como as rinites e sinusites, também podem ter seus sinais e sintomas parecidos algumas vezes.

Então, como diferenciá-las?

Primeiramente, vamos falar sobre as gripes e resfriados.

Tanto as gripes como os resfriados são doenças causadas por vírus. Existem mais de 200 tipos de vírus que podem causar o resfriado, e os mais freqüentes s são os rinovírus, os coronavírus e os adenovírus. Já a gripe tem como causa mais freqüente os vírus do tipo influenza.

Os vírus passam de pessoa a pessoa através da tosse, que elimina gotículas no ar, que podem conter os vírus e são inaladas pelas pessoas. Ou muitas vezes, pelas mãos contaminadas.

As gripes são mais intensas que os resfriados, isto é, tem sintomas mais agressivos. Geralmente tem início rápido, com febre alta, geralmente maior que 38°C, que dura em média 3 a 4 dias. Já o resfriado tem início mais lento, com febre geralmente ausente, e quando presente, baixa.

A tosse geralmente é mais seca na gripe, raramente tendo alguma secreção. Já o resfriado tem uma tosse irritativa, que pode ter a eliminação de secreção, geralmente muco (secreção clara e viscosa).

A gripe cursa com dores musculares, que podem deixar a pessoa de cama, e podem ser intensas. Em outras palavras, “derruba” a pessoa, com dificuldade para o trabalho e as atividades rotineiras, com cansaço fácil. As dores musculares e o cansaço podem persistir por mais do que 7 a 10 dias na gripe. Já no resfriado, se aparecerem dores musculares, freqüentemente são leves e não impedem as atividades, podendo causar algum cansaço discreto e por período curto, menos que 4 ou 5 dias.

Dores e desconforto no peito podem estar presentes na gripe, mas raramente no resfriado.

O nariz congestionado, a coriza e a dor de garganta são freqüentes no resfriado. Já na gripe não são tão comuns. Podem ainda ocorrer dores de cabeça na gripe, mas já são menos comuns no resfriado.

Tanto a gripe como o resfriado não devem ser tratados com antibióticos, pois estes medicamentos não têm ação nenhuma sobre os vírus. Podem ser receitados analgésicos, descongestionantes e soluções para limpeza nasal, como o soro fisiológico, por exemplo. Mas evite a auto-medicação, pois alguns sinais podem ser “mascarados” por algum remédio.

Como o tempo destas doenças é geralmente curto, se persistirem sintomas de febre, tosse ou dor, devem ser afastadas outras doenças. Pode ocorrer sinusites, com muita freqüência, ou inflamações da traquéia e brônquios (traqueo-bronquites), ou pneumonias. A presença de catarro purulento pela tosse ou secreção amarelada pelo nariz podem ser sintomas de doenças bacterianas e necessitam avaliação pelo médico.

Comumente, encontramos pessoas que referem que vivem “gripadas” ou vivem “resfriadas”. Gripe não se pega várias vezes no ano, mesmo todos os anos não é comum. O resfriado pode ocorrer uma vez ao ano, mas dificilmente alguém vai ter dois ou três resfriados no ano. Quantas vezes você se lembra de uma infecção que te deixou de cama, com dores musculares, impedindo de ir trabalhar?

Então, uma pessoa que tenha o nariz escorrendo com freqüência, ou espirros constantes, pode ter uma doença alérgica, como a rinite, por exemplo, ou uma doença crônica, como a sinusite. Deve procurar o médico para tratamento adequado.

As gripes e os resfriados podem ter sua prevenção com algumas medidas simples e do dia-a-dia. Devem ser evitados contatos com a boca, com os olhos e as mucosas. A boa higiene das mãos pode ajudar a evitar o contágio. Lenços descartáveis, usados ao tossir, e jogados fora depois, também diminuem o contato com os vírus.

O principal impasse na prevenção é como evitar o contato com pessoas contaminadas, pois os lugares fechados (principalmente no inverno) e as aglomerações tendem a disseminar mais rapidamente os vírus. Evite ficar desnecessariamente em locais fechados, principalmente próximo a pessoas tossindo ou espirrando.

A vacinação antigripal, feita geralmente no período pré-inverno, diminui muito a possibilidade de gripe. Mas a vacina não previne resfriados, e para estes, não há vacinas, pois são muitos os vírus que podem causá-lo.

Imprimir

Deixe um comentário

Advertência: Este site tem caráter apenas informativo. Este site não se destina a consultas médicas via internet e nesse sentido não responde a dúvidas de casos pessoais com relação a diagnósticos, prescrições de medicamentos, tratamentos, pesquisas médicas ou resultados de exames.

Por quê este site?

Pulmões de fumante e de não-fumante

Diariamente atendo pacientes em fase final de doenças pulmonares. Alguns com câncer de pulmão, muitos com enfisema e bronquite crônica. Vejo neles o sofrimento causado pelo cigarro e o arrependimento por não ter parado antes.

Além de ajudar as pessoas a parar de fumar, acredito ser também dever do médico participar do processo de informação e educação continuada da comunidade.

Pare de fumar e ajude alguém a parar. Enquanto é tempo.

Enquete

Se você parou de fumar, como conseguiu?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
Calculadora de cigarros
Número de anos em que você fuma ou fumou:


Média diária de cigarros fumados:


Preço médio de um maço de cigarro:

Use "ponto" para separar os centavos.