Arquivo da categoria: Gripe A (H1N1)

Ministro da Saúde afirma que vacinação para gripe será só para 2010

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, disse hoje (22), em entrevista ao programa Bom Dia Brasil, da TV Globo, que a vacina que está sendo testada na Austrália contra a Influenza A (H1N1), a chamada gripe suína, é para ser usada no inverno do hemisfério norte. No Brasil, segundo o ministro, a vacina só será usada no inverno de 2010. “Por isso nós ainda temos um tempo”, afirmou.

Segundo ele, o Instituto Butantã de São Paulo, que tem parcerias inclusive com um laboratório na França, será uma das instituições que produzirá a nova vacina no Brasil. O ministro tentou, mais uma vez, tranquilizar a população, ao afirmar que a gripe suína tem características “extremamente semelhantes” a da gripe comum, como sintomas, evolução clínica, letalidade e tratamento. Continue lendo Ministro da Saúde afirma que vacinação para gripe será só para 2010

Já são mais de 700 mortos pela gripe suína no mundo todo

multidaoA OMS informou nesta terça-feira que a gripe suína já provocou mais de 700 mortes ao redor do mundo. O último balanço oficial da organização, divulgado em 6 de julho passado, indicava 429 mortes causadas pela gripe A (H1N1).

No Brasil, o Ministério de Saúde confirmou nesta segunda-feira 15 casos da gripe que resultaram em mortes no país. O ministério informou que há transmissão sustentada –sem contato– no país. Continue lendo Já são mais de 700 mortos pela gripe suína no mundo todo

Austrália inicia testes com vacina para a gripe A(H1N1)

vacinaaustraliaA empresa australiana CSL Ltd., com sede em Melbourne, será a primeira a realizar testes da vacina contra a gripe suína, denominada oficialmente gripe A (H1N1), em humanos. O teste deve ser realizado nesta quarta-feira, segundo reportagem da rede de televisão americana CNN.

Ao todo, 240 voluntários receberão doses da nova fórmula em meio a declarações da OMS (Organização Mundial da Saúde) de que, com a velocidade sem precedentes de transmissão do novo vírus, todo mundo deveria ser vacinado.

“O vírus já não pode ser detido e que todos os necessitarão de vacina. Virtualmente, os 6,8 bilhões de habitantes do planeta poderão ser infectados”, afirmou o porta-voz da OMS, Gregory Hartl, citado pela agência de notícias France Presse.

O teste, segundo a CNN, será conduzido em adultos saudáveis com idade entre 18 e 64 anos. Os participantes receberão duas doses da nova vacina com um período de três semanas de distância. Testes sanguíneos determinarão se eles estão respondendo de maneira adequada à fórmula.

Fonte: CNN

Dicas de como evitar a contaminação pela nova gripe

hand_washingA infectologista Marília de Deus Dias Vieira, da Secretaria da Saúde de Osasco e do Hospital Emílio Ribas, dá dicas simples de como evitar a contaminação pela nova gripe. Lavar as mãos constantemente, proteger a boca e o nariz ao espirrar ou tossir e nunca compartilhar utensílios são algumas das indicações da especialista. Confira abaixo:

  • Lave as mãos constantemente, com água e sabão: segundo a infectologista, a mão deve ser lavada quantas vezes forem necessárias, sempre que chegar ou sair de algum ambiente ou após contato com outras pessoas.
  • Nunca divida utensílios: pratos, copos e talheres não devem ser compartilhados, mesmo com o marido ou o filho. Abuse do copinho descartável.
  • Evite aglomerações e viagens. Deixe os ambientes sempre arejados: não é recomendado ficar em lugares com grande acúmulo de pessoas. Mesmo no inverno, o ideal é deixar o ambiente arejado, principalmente os dormitórios.
  • Carne de porco não transmite a doença. O uso de máscara ainda não é necessário: a carne não tem ligação com o contágio. Segundo a médica, não estamos em uma situação que seja necessário o uso da máscara.
  • Cubra boca e nariz ao espirrar ou tossir. Evite colocar as mãos nos olhos e boca: levar as mãos ao rosto é a forma mais simples de contágio. Quando espirrar, use um lenço de papel, que você pode jogar fora depois.

Fonte: G1

Relembrando: sintomas da gripe suína – A(H1N1)

A gripe suína é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza A, chamado de H1N1. Ele é transmitido de pessoa para pessoa e tem sintomas semelhantes aos da gripe comum, com febre superior a 38ºC, tosse, dor de cabeça intensa, dores musculares e articulações, irritação dos olhos e fluxo nasal, dor de garganta.

Um sinal importante de gravidade da doença é a presença de falta de ar, ou dificuldade para respiratória. Nestes casos, a recomendação é o retorno ao seu médico ou a um serviço de emergência.

Para diagnosticar a infecção, uma amostra respiratória precisa ser coletada nos quatro ou cinco primeiros dias da doença, quando a pessoa infectada espalha vírus, e examinadas em laboratório.

Os antigripais Tamiflu e Relenza, já utilizados contra a gripe aviária, são eficazes contra o vírus H1N1, segundo testes laboratoriais, e parecem ter dado resultado prático, de acordo com o CDC (Centros de Controle de Doenças dos Estados Unidos). Porém, segundo recomendações do Ministério da Saúde, devem ser ministrados apenas nos primeiros dois dias do início dos sintomas, em casos mais graves.

OMS não vai mais contar os casos de gripe suína

A OMS (Organização Mundial da Saúde) desistiu nesta sexta-feira de contar os casos individuais de gripe suína — como é conhecida a gripe A (H1N1)– e não irá mais emitir boletins globais sobre o número de doentes. Segundo a organização, manter a conta de infectados é muito dispendioso, pois o vírus se espalha rapidamente.

“Nas pandemias anteriores, os vírus gripais precisaram de mais de seis meses para se propagar tanto como aconteceu com o novo vírus A (H1N1) em menos de seis semanas”, afirmou em um comunicado, a organização com sede em Genebra.

Ela também acrescentou que a contagem dos casos individuais já não é essencial (nos países mais afetados) para seguir o nível ou a natureza do risco causado pelo vírus ou para dar indicações sobre a melhor resposta para a doença. Continue lendo OMS não vai mais contar os casos de gripe suína

OMS: Vacina contra gripe suína chega em setembro

Vacina deve chegar em setembro
Vacina deve chegar em setembro

Uma especialista da OMS (Organização Mundial da Saúde) afirmou nesta quinta-feira que até o início de setembro devem estar disponíveis as primeiras doses de uma vacina contra a gripe suína –como é chamada a influenza A (H1N1).

A diretora da Iniciativa para a Pesquisa de Vacinas, Marie-Paule Kieny, ressaltou, porém, que o tempo necessário para levar a imunização a todos os países dependerá de licenciamento local e da eficiência de cada tratamento.

“Certamente haverá vacinas disponíveis em setembro. Então a questão não é se haverá uma vacina para a gripe H1N1 –haverá. A questão é quantas doses haverá”, afirmou Kieny, em entrevista à BBC Brasil. Continue lendo OMS: Vacina contra gripe suína chega em setembro

Quase mil casos de gripe “suína” no Brasil

O Ministério da Saúde confirmou nesta quarta-feira (8) mais 72 novos casos de infecção pelo vírus Influenza A (H1N1).

Os casos estão em São Paulo (42), Rio de Janeiro (11), Rio Grande do Sul (7), Bahia (3), Maranhão (2), Pernambuco (2), Acre (1), Ceará (1), Paraná (1), Paraíba (1) e Rio Grande do Norte (1).

Com os casos confirmados nesta quarta-feira, o total de pessoas infectadas no Brasil chega a 977. O Ministério da Saúde acompanha 2.973 casos suspeito e já descartou outros 1.538 casos.

Fonte: Folha Online

Pandemia já atinge quase 90 mil pessoas

A OMS (Organização Mundial da Saúde) divulgou nesta sexta-feira que 89.921 pessoas de 125 países e territórios já contraíram a gripe suína –como é chamada a gripe A (H1N1). Em 382 casos, os pacientes morreram.

No dia 11 de junho, a organização anunciou que a doença atingiu o nível de pandemia (epidemia generalizada). O termo tem relação apenas com a ampla distribuição geográfica do vírus, e não com a sua periculosidade.

Veja a notícia completa na Folha Online