Artigos com a tag ‘asma’

21 de junho: Dia Nacional de Combate à Asma

Neste dia 21 de junho é celebrado o Dia Nacional do Combate à Asma.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 300 milhões de pessoas sofrem de asma. No Brasil, o Ministério da Saúde indica que 10% da população é asmática e o mal é responsável por 400 mil internações hospitalares.

A asma é a 4ª causa de hospitalização no país e a 3ª em gastos do Sistema Único de Saúde (SUS), que totaliza 250 mil internações ao ano, 2,3% do total. O Brasil ocupa a oitava posição no ranking mundial da doença.

A data é importante para que os portadores da doença fiquem atentos a informações sobre o tema. A batalha contra a asma tem duas regras fundamentais: educação, para que a pessoa saiba evitar situações que causem a crise de asma, fazendo algumas modificações em sua casa e no ambiente de trabalho. Ela também deve praticar atividades físicas e não deve fumar. A segunda regra é a de usar o tratamento específico para acabar com a crise, afinal, o objetivo não é só controlar, mas diminuir a frequência delas.

Asma: alterações brônquicas

Diminuem internações por asma

No Dia Nacional de Controle da Asma, lembrado na última terça-feira (21), o Brasil apresenta avanços na assistência a pacientes com a doença atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O número de internações, na rede pública de saúde, caiu 51% nos últimos dez anos: diminuiu de 397.333, em 2000, para 192.601, em 2010. A queda se deve, entre outros fatores, à ampliação do acesso a medicamentos pelo SUS e à atuação dos profissionais da Estratégia Saúde da Família, principal política da atenção básica do Ministério da Saúde, focada em ações de prevenção e promoção da saúde.

“O governo federal vem ampliando significativamente a oferta de medicamentos para o tratamento da asma nos últimos dez anos”, observa o diretor de Assistência Farmacêutica do Ministério da Saúde, José Miguel Nascimento. Em 2000, o SUS ofertava apenas um medicamento para a doença, o Salbutamol, em uma única apresentação e concentração. Em 2003, foram incorporados no SUS mais seis medicamentos em 32 diferentes apresentações e concentrações. Atualmente, são oferecidos 11 medicamentos para asma em 86 apresentações e concentrações. Continuar a leitura »

Após os seis anos, asma é mais comum entre as mulheres

Um estudo recente aponta que após os seis anos, a asma é mais comum entre as mulheres.

Embora, na infância, a asma seja mais comum entre os meninos, parece que, após os seis anos de idade, são as mulheres que sofrem mais da doença respiratória, segundo estudo apresentado em dezembro na Conferência Científica Internacional da Organização Mundial de Alergia. E, de acordo com os especialistas, além da taxa de asma após os seis anos ser 1,73 vezes maior entre as mulheres, é muito comum que a doença seja acompanhada de atopia.

“A asma é mais prevalente em pessoas do sexo masculino antes da adolescência, e mais comum entre mulheres adultas. O início da asma mais tarde é, frequentemente, associado com atopia”, escreveram os autores em publicação do evento. “Exploramos a incidência de asma específica por gênero em uma coorte de nascimentos, estratificando por status atópico”, explicaram. Continuar a leitura »

Asma, rinite, dermatite: uma só doença

Uma reportagem publicada na 9ª edição da revista Unesp Ciência sugere que três problemas alérgicos aparentemente distintos, como asma, rinite e dermatite, podem ser considerados um só, na realidade.

A única diferença é a parte do organismo em que eles se manifestam: a pele, no caso da dermatite; o pulmão, na asma; e o nariz, na rinite; o que os médicos chamam de tríade atópica ou tríade alérgica.

O professor imunologista pediátrico da Faculdade de Medicina da Unesp em Botucatu, Antonio Zuliani, explicou que a trajetória dessas doenças tem início com o aparecimento dos primeiros sinais de eczema em bebês, seguido pelas dificuldades respiratórias meses depois. A partir dos 4 anos, aparece a asma e, a partir dos 7, a rinite. Continuar a leitura »

21 de junho: Dia Nacional da Asma

A cada 10 adultos, um é asmático. Entre as crianças, a proporção é ainda mais preocupante: uma a cada cinco tem asma.

Comemorado em 21 de junho, o Dia Nacional da Asma deve servir de alerta para os altos índices de incidência da doença. Mesmo tratável e com tratamento de baixo custo, disponibilizado pela rede pública, a doença ainda é altamente prevalente, alerta a Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia.

Veja mais no site da SPPT.

Acupuntura para o tratamento de asma

Até o momento não há nenhuma evidência que o tratamento com acupuntura seja eficiente para o tratamento da asma.

O estudo foi feito através de revisão de vários trabalhos científicos, pela Biblioteca Cochrane, e não mostrou a superioridade desta terapia.

Fonte: Acupuncture for Chronic Asthma, Cochrane Library

Até o momento laser não cura asma!

A Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia tem como uma das suas funções a difusão do conhecimento científico na área das doenças respiratórias prioritárias e o zelo pela divulgação de Boas Práticas Clínicas. Foi com surpresa que verificamos a divulgação, em imprensa leiga, matéria na Revista Veja – Edição 2146 – ano 43 – n°1 – pagina 74, de 6 de janeiro de 2010, artigo referente a pesquisa desenvolvida no InCor com aplicação de Laser para obtenção de controle da asma. A reportagem sugeriu que asmáticos, após o tratamento com raios Laser, poderiam ter uma vida normal, sendo possível abandonar o tratamento anti-inflamatório com corticóides inalatórios, após a aplicação das ondas luminosas.

Compreendemos perfeitamente a missão da Universidade em pesquisar e divulgar tratamentos novos, bem como assegurar que esse conhecimento, ao ser transferido ao público leigo, seja sempre revestido dos devidos cuidados para que a falta de embasamento teórico da população não propicie uma má interpretação.

Essa reportagem, descrevendo um tratamento experimental como potencialmente mais eficaz do que o tratamento universalmente aceito como o mais efetivo para controle da asma (corticóides inalatórios: Evidencia A nas Diretrizes e Consensos mundiais), gera uma falsa impressão de conhecimento sólido e produzido em Instituição de credibilidade irrefutável.

Como especialistas sabemos que o Laser ainda carece de comprovação científica definitiva para ser recomendado como tratamento de primeira linha.

Sendo assim, encaminhamos, através de nossa Assessoria de Imprensa, uma resposta a VEJA, a qual não foi publicada. Estamos trabalhando para esclarecer a população de forma transparente e adequada.

Jussara Fiterman
Presidente da SBPT

Por quê este site?

Pulmões de fumante e de não-fumante

Diariamente atendo pacientes em fase final de doenças pulmonares. Alguns com câncer de pulmão, muitos com enfisema e bronquite crônica. Vejo neles o sofrimento causado pelo cigarro e o arrependimento por não ter parado antes.

Além de ajudar as pessoas a parar de fumar, acredito ser também dever do médico participar do processo de informação e educação continuada da comunidade.

Pare de fumar e ajude alguém a parar. Enquanto é tempo.

Enquete

Se você parou de fumar, como conseguiu?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
Calculadora de cigarros
Número de anos em que você fuma ou fumou:


Média diária de cigarros fumados:


Preço médio de um maço de cigarro:

Use "ponto" para separar os centavos.