Artigos com a tag ‘A(H1N1)’

Síndrome Gripal

Com a chegada dos dias mais frios, aumentam os casos de gripe, ou síndrome gripal.

Definição de Síndrome Gripal:  Paciente portador de doença aguda, com febre, mesmo que referida, mais tosse ou dor de garganta e pelo menos um desses sintomas: dor de cabeça, no corpo ou nas articulações.

Sinais de agravamento: Dificuldade para respirar, persistência ou aumento da febre por mais de três a cinco dias (podendo indicar pneumonia), piora de sintomas gastrointestinais (como vômito e diarreia).

Orientações para pessoas com sintomas de gripe: Pessoas com síndrome gripal, pertencendo ou não aos grupos mais vulneráveis, devem ser afastadas temporariamente de suas atividades de rotina (trabalho, escola) por sete dias, a partir do início dos sintomas, e orientadas a ficar atentas a todas as manifestações clínicas de agravamento. Se persistirem ou se agravarem algumas das queixas em até dois dias depois da primeira consulta, o paciente deve retornar imediatamente ao serviço de saúde.

Medidas preventivas de eficácia comprovada:

Algumas medidas devem ser amplamente adotadas:

• Higienizar as mãos com água e sabão ou com álcool gel, principalmente depois de tossir ou espirrar; depois de usar o banheiro, antes de comer, antes e depois de tocar os olhos, a boca e o nariz;

• Evitar tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies potencialmente contaminadas, como corrimãos, bancos, maçanetas, etc.;

• Evitar proteger a tosse e o espirro com as mãos, utilizando, preferencialmente lenço de papel descartável;

• Manter hábitos saudáveis, como alimentação balanceada, ingestão de líquidos e atividade física.

• Pessoas com síndrome gripal devem evitar contato direto com outras pessoas, aglomerações e ambientes coletivos.

Vacinação contra gripe terá cobertura ampliada neste ano

A campanha nacional de vacinação contra a gripe que será realizada este ano irá incluir dois novos grupos para imunização: crianças entre seis meses e dois anos de idade, além de gestantes. A campanha de vacinação contra a gripe será realizada entre os dias 25 de abril e 13 de maio.

Este ano, quem tomar a dose estará imunizado contra o vírus da gripe comum e contra o vírus da gripe H1N1. A meta do Ministério da Saúde é vacinar 80% das 23,7 milhões de pessoas estimadas – cerca de 19 milhões de pessoas.

A vacina é gratuita e será distribuída aos postos de saúde dos municípios pelo ministério. No dia 30 de abril, uma campanha nacional será realizada, a fim de mobilizar as pessoas para a necessidade de imunização. Este ano, o ministério da Saúde adquiriu 33 milhões de doses da vacina.

Veja a notícia completa no G1

Gestantes, crianças pequenas e portadores de doenças cronicas começam a ser vacinados contra a gripe A

Grávidas, crianças de seis meses a dois anos e pessoas com doenças crônicas, como diabetes e cardiopatias, passam a ser vacinados a partir de segunda contra a gripe A (H1N1) –a gripe suína. Elas devem procurar unidades básicas de saúde.

Será o início da segunda etapa da campanha no país, que vai até 2 de abril. Na primeira, que começou no dia 8 e acabou ontem, foram vacinados indígenas e trabalhadores da saúde.

A meta do governo é vacinar 80% das pessoas em grupos de risco, ou seja, com mais chances de ter a forma grave da doença. São 73 milhões.

As grávidas e as crianças pequenas também entram no grupo de risco em razão de recomendações da OMS e com base na observação da morbidade da doença no seu primeiro ano –2009. No Brasil, pelo menos 156 gestantes morreram. Continuar a leitura »

Ministério da Saúde apresenta estratégia de vacinação para a gripe A(H1N1)

O Ministério da Saúde apresentou nesta terça-feira (26) a estratégia nacional de enfrentamento da segunda onda da pandemia de gripe A (H1N1) no país que prevê a compra de 83 milhões de doses da vacina para imunizar a população brasileira a partir de março deste ano.

O vírus da chamada gripe suína fez 1.705 vítimas fatais no Brasil e mais de 14 mil em todo o planeta. Foram registrados no território brasileiro 39.679 casos graves da doença.

O plano de vacinação vai ser realizado em quatro etapas. Na primeira, que será realizada entre os dias 8 e 19 de março, trabalhadores da rede de atenção à saúde e profissionais envolvidos na resposta à pandemia e indígenas serão vacinados.

Gestantes serão imunizadas na sequência, entre 22 de março e 21 de maio, em um prazo que irá durar até a quarta etapa da estratégia. Ainda como parte da segunda etapa, crianças de seis meses a dois anos de idade e doentes crônicos serão imunizados entre os dias 22 de março e 2 de abril.

 A população com idade entre 20 e 29 anos será vacinada entre os dias 5 e 23 de abril. Por último, idosos com mais de 60 anos com e com doenças crônicas serão vacinados entre 24 de abril e 7 de maio.

Calendário de Vacinação - Gripe A(H1N1)

Fonte: G1

Gripe A já matou mais de 11 mil pessoas, mas OMS prevê declínio

A gripe H1N1 causou a morte de pelo menos 11.516 pessoas em todo o mundo desde o início da pandemia em abril, informou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta quarta-feira.

Mas em seu relatório semanal, que mostrou quase 1.000 registros oficiais de mortes a mais em relação aos últimos dados, a organização disse que a doença aparentemente já atingiu seu pico ou está estável na Europa Ocidental e na América do Norte, enquanto há uma queda na transmissão em partes da Ásia.

Nos Estados Unidos e no Canadá, o vírus segue disseminado geograficamente, mas os níveis de doenças gripais caíram substancialmente e internações e mortes também estão em queda, disse a OMS.

Na Europa, a transmissão ativa do vírus segue disseminada pelo continente, mas na maioria dos países sua atividade já atingiu o pico -embora esteja crescendo no centro e leste do continente.

Veja a notícia completa em “O Globo“.

Secretária de Saúde americana admite dificuldades no combate à gripe suína

A secretária de Saúde dos Estados Unidos, Kathleen Sebelius, anunciou nesta quarta-feira (2) um plano para revisar em profundidade os métodos para desenvolver políticas de saúde pública, após os problemas registrados na campanha de vacinação contra a nova gripe.

Durante discurso em um congresso da Associação Médica Americana, Sebelius reconheceu que a escassez de vacinas contra o vírus A (H1N1), entre outros problemas, demonstrou que o país mantém uma dependência de tecnologias antiquadas.

Enfrentamos a gripe de 2009 com tecnologia dos anos 50″, admitiu Sebelius.

A revisão das políticas afetará os sistemas que preparam o país para enfrentar ameaças de saúde pública e será completada “no início do ano que vem”, segundo a secretária.

“Buscaremos os métodos mais rápidos para fazer uma transição para novas tecnologias que nos permitam produzir medidas de reação mais robustas e confiáveis. Não só para a gripe ou doenças infecciosas, mas para qualquer ameaça de saúde pública”, explicou.

O Governo dos EUA gastou mais de US$ 2 bilhões para comprar vacinas contra a nova gripe, mas os centros autorizados só dispõem atualmente de 69 milhões de doses, menos da metade das que esperavam ter.

Fonte: G1

Vacinas contra vírus A(H1N1) são aprovadas nos Estados Unidos

A Agência de Drogas e Alimentos dos Estados Unidos (FDA, por suas iniciais em inglês) aprovou nesta terça-feira, 15, quatro vacinas desenvolvidas para combater o vírus A H1N1, causador da doença popularmente conhecida como gripe suína.

As aprovações foram anunciadas nesta terça-feira, 15, pela secretária de Saúde e Serviços Humanos, Kathleen Sebelius, durante audiência promovida pela Comissão de Energia e Comércio da Câmara dos Representantes dos EUA em Washington. Continuar a leitura »

Esquema de atendimento especial para gripe suína começa a ser desmontado em São Paulo e no Rio de Janeiro

Os hospitais de São Paulo começaram a desmontar o “esquema de guerra” que havia sido organizado para atender aos doentes de gripe suína –a gripe A (H1N1)– no período crítico da epidemia. A desmobilização ocorre por causa dos sinais de que a epidemia, que já matou pelo menos 657 pessoas no Brasil, caminha para o final.

O hospital Emílio Ribas, referência nacional em doenças infecciosas, deixou de ter uma enfermaria e médicos dedicados exclusivamente aos pacientes com síndrome gripal. E a farmácia que só distribuía o Tamiflu já foi desativada.

Os doentes com os sintomas da gripe agora são atendidos da mesma forma que os demais pacientes do hospital. E o Tamiflu voltou para a farmácia geral do Emílio Ribas. Continuar a leitura »

Laboratório informa que basta uma dose para imunizar contra a gripe suína

vacinaO laboratório australiano CSL disse nesta quinta-feira que basta uma dose única da vacina contra a gripe H1N1 para proteger adultos, o que significa que a oferta existente pode durar mais do que previam as autoridades sanitárias.

Uma dose de 15 microgramas da vacina da CSL, que não usa um adjuvante (substância que reforça a imunização), obteve a reação imunológica desejada em 95 por cento dos 240 adultos testados, relatou a empresa na revista New England Journal of Medicine.

Na semana passada, os laboratórios Novartis e Sinovac haviam apresentado conclusões semelhantes.

A cepa pandêmica do vírus H1N1, conhecido popularmente como “gripe suína,” pode vir a infectar 2 bilhões de pessoas, ou um terço da população mundial, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Por se tratar de uma nova variação do vírus, especialistas diziam que provavelmente seriam necessárias duas doses para garantir a imunização. As autoridades do Hemisfério Norte têm pressa em iniciar programas de vacinação em massa antes que chegue o inverno, época em que há maior difusão das gripes comuns.

Outros laboratórios, como Sanofi-Aventis, GlaxoSmithKline e MedImmune, também estão preparando vacinas contra o H1N1 para completar os estoques dos governos.

Fonte: UOL

Vacina contra gripe suína será feita em parceria com laboratório francês

O grupo farmacêutico Sanofi Aventis assinou um contrato com o Instituto Butantan para produção e distribuição de vacinas conta a gripe A – Influenza A (H1N1), popularmente conhecida como gripe suína. O contrato foi firmado com a Sanofi Pasteur, divisão de vacinas do grupo francês, a pedido do Ministério da Saúde, que prevê a distribuição de 18 milhões de doses da vacina.

Em comunicado, a Sanofi Pasteur informou que seu objetivo é “produzir e entregar, no menor tempo possível, uma vacina para a gripe A que responda aos padrões de qualidade estabelecidos pelas autoridades brasileiras”.

O Instituto Butantan ficará encarregado de elaborar a fase final da vacina em São Paulo e de cuidar da distribuição, segundo a nota.

O acordo foi anunciado durante a visita oficial que o presidente da França, Nicolas Sarkozy, faz hoje ao Brasil, lembrou o laboratório francês.

Fonte: Época Negócios

Por quê este site?

Pulmões de fumante e de não-fumante

Diariamente atendo pacientes em fase final de doenças pulmonares. Alguns com câncer de pulmão, muitos com enfisema e bronquite crônica. Vejo neles o sofrimento causado pelo cigarro e o arrependimento por não ter parado antes.

Além de ajudar as pessoas a parar de fumar, acredito ser também dever do médico participar do processo de informação e educação continuada da comunidade.

Pare de fumar e ajude alguém a parar. Enquanto é tempo.

Enquete

Se você parou de fumar, como conseguiu?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
Calculadora de cigarros
Número de anos em que você fuma ou fumou:


Média diária de cigarros fumados:


Preço médio de um maço de cigarro:

Use "ponto" para separar os centavos.